Programa de Pos Graduação em Sistemas Agroindustriais (24 - Mestrado Profissional) Dissertações, v. 1, n. 1 (2016)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Contribuição à elaboração de um guia das abelhas nativas do Brasil

Rosélia Maria de Sousa Santos, Orientadores: Patricio Borges Maracaja, Rosilene Agra da Silva

Resumo


Trata-se de um trabalho terminológico, que tem por objetivo oferecer uma contribuição ao processo de construção de um ‘Guia das abelhas nativas do Brasil’, descrevendo e sistematizando algumas das espécies mais presentes na literatura especializada. O desenvolvimento da presente pesquisa proporcionou constatar que as abelhas sem ferrão existentes no Brasil, apesar de enfrentarem os efeitos das devastações, podem ser estimadas em mais de 3.000 espécies, sendo que mais da metade desse número já foi descrita por vários pesquisadores, e, que as pesquisas nesse campo têm se intensificado nas últimas décadas. E, que entre estas abelhas destacam-se três grupos: Meliponini; Trigonini e Xylocopini. Na produção do referido guia verificou-se que alguns pesquisadores divergem entre si quanto à distribuição geográfica de algumas espécies. Diante dessa situação, registrou-se as informações transmitida por um número maior de pesquisadores, sendo desprezadas aquelas consideradas divergentes.  O principal fator limitante deste trabalho foi o reduzido número de fontes impressas e digitais, descrevendo os aspectos morfológicos, a taxonomia e a distribuição geográficas das espécies de abelhas nativas registradas no Brasil. Esta deficiência/limitação fez com que a proposta de ‘Guia’ elaborada apresenta-se em alguns tópicos a expressão “no momento, inexistem informações disponíveis”. Mesmo diante desse fator limitante, procurou-se relacionar o maior número possível dessas abelhas, com o objetivo de apresentar ao mundo acadêmico um roteiro para pesquisas futuras.


Texto Completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.